quarta-feira, 1 de junho de 2011

Impressionante! Gays Vs. Héteros

Amor sem distinção de sexo - Foto: Eliana Lima


Bom, minha indignação não é o post e sim, pelos comentários embaixo desta postagem.
Como não tenho sangue de barata e nem poderia, também fiz questão de dar minha opinião.


http://blog.tribunadonorte.com.br/abelhinha/homoafetivo-nas-ruas-de-natal/70736


O pior de tudo é ver a ignorância de alguns comentários. As pessoas não estão respaldadas para falar sobre o assunto. É engraçado também a capacidade que a sociedade tem de fazer um gay ser abominado por ela mesma e um casal de gays não poder adotar uma criança. Mas vocês esquecem, por exemplo, das suas filhas que transam com caras, ficam grávidas por irresponsabilidade e de repente a criança é jogada na sarjeta – seja por qualquer motivo - ou em abrigos ou em um lixão, ou até mesmo em qualquer lugar para não dar trabalho a própria família. Filho este que poderá ser filho de um casal gay, por exemplo, porque neste âmbito existe amor também. Vamos parar com hipocrisia sim, mas em TUDO, e não apenas no que diz respeito as ‘condutas homossexuais’. Estão com medo do que? Quer dizer que um casal hétero pode espalhar camisinhas nas ruas e praças e se um gay der um simples selinho é pecado? Aí, vocês citam hipocrisia? Deus? Pureza? Crime contra a família? Mas bebês estão sendo jogados nas ruas e lixos e não são por gays e sim por HÉTEROS. Faça mil favor! E prossigo com o ponto de vista de vocês: quem tem preconceito está no inferno tanto quanto quem transa ou sente amor pelo mesmo sexo. Ou pecado agora tem nível de hierarquia? #Basta Pecado também é o pastor condenar almas porque elas não pagam o dízimo. E por aí vai...
E claro, não poderia esquecer do comentário que também me chamou atenção. Um pobre homem que fala dos sarados no outdoor. Olha o que ele observou. Será ele um gay enrustido? Tanta coisa para se falar e ele vem descrever os modelos. Para o seu deleite, meu querido, existem muitos gays fortes, bonitos, bem sucedidos e sem frescuras. 
Eu realmente não costumo falar dessas coisas, mas diante desses comentários lamentáveis é impossível manter-se inerte.
Seus filhos, querida sociedade, (in)felizmente precisam ver essas coisas, ou esses casais homossexuais, não podemos tapar e fingir que nada acontece de 'diferente'. Se não for usado o dinheiro público, então qual será o dinheiro? Não investem em tanta coisa não produtiva no país, por que não investir no 'anti preconceito'? Quando todos pararem de pensar dessa maneira, aí sim o mundo conhecerá a não violência e enfim, a paz.



4 comentários:

Vinny disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinny disse...

Por mim e por muitas outras pessoas esse assunto não deveria ser mais discutido. Mas é impossível deixar de falar sobre algo que ainda gera preconceito em uma extensão impressionante. Adorei esse seu jeito ácido e de quem está cansado de toda essa bobagem. Gente ignorante tem muito por aí, mas pessoas com o seu nível intelectual são raras. Parabéns! E não ao preconceito!

Anônimo disse...

Post legal, o seu.
A sociedade tá muito longe de se considerar. As pessoas tem que começarem a ser um pouco mais ácidas, porque só assim a gente vê resultado.

Eu aposto que se a maioria dos ladrões fossem "homossexuais", "BI" ou outros títulos que as pessoas dão para isso, queria ver o que os héteros iriam fazer.

=X

Anônimo disse...

Sou hetero e sou casado com 2 filhos, e eu e a minha mulher conhece-mos muitos casais homossexuais e damo-nos bem com eles, tal como os nossos filhos. Acho uma parvoice o preconceito, ninguém tem nada a haver com o amor de uma pessoa nem se ele quer ter filhos, se o casal nao tiver possibilidades financeiras para dar uma vida confortavel e com tudo o que uma cirança precisa, aí sou de acordo que não deixem adoptar, mas ai nem um casal hetero ou gay poderia pois sao iguais, mas um casal gay, com dinheiro, que se ame, querem ter um filho e nao podem por gostar de uma pessoa do mesmo sexo? Barbaridade.
E não me venham com essa conversa de "Deus criou Adão e Eva e não Adão e Ivo" porque Deus (se é que ele alguma vez existiu também nao queria que morressem milhares e milhões de pessoas e há terramotos e outros fenómenos naturais em todo o mundo.