segunda-feira, 1 de setembro de 2008

"OLÁ? Á? á? ...? ..."


Tem gente que vem ao mundo pelo simples fato de viver feliz. Outras pelo simples fato de ensinar a humanidade o que é sofrimento ou o que é saber viver.
Leigo são os que notam apenas as tristezas da vida ou apenas as alegrias que ela pode nos proporcionar.
O ser humano é tão frágil diante da morte. Por quê?
Forte para muitas coisas, porém ao chegar à hora da morte, quem escapa? Ninguém.
A morte é algo comum, mas que causa espanto. Talvez um ato sórdido da vida, entretanto necessário.
O que seria da ‘saudade’ sem a morte? O que seriam das ‘lembranças’?
A fragilidade dos seres viventes caracteriza-se pelo chorar, pelo sorriso, pelo nervosismo...
Às vezes eu paro para pensar se vivi muito em pouco tempo.
Sonhos!
Desejos!
Contradições!
A morte tira-lhe tudo isso.
Um simples churrasco, um final de semana com os amigos, uma vida com a família. De repente tudo se perde e nada mais se constrói. Apenas... um eco!


"A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."
Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

Vinícius disse...

Você sempre me surpreendendo neh?
Fiquei maravilhado com esse texto, ao mesmo tempo que é trágico é tão verdadeiro e tocante!
Adorei de paixão... você soube falar de morte mas de uma forma sentimental... fantástico isso!
Parabéns de novo Luh!

anna vitoria disse...

OOOOI :)
que textos foram estes, pela primeira vez na minha vida, eu abandonei meu orkut, e msn pra ler { olha, que é sério, nunca tinha acontecido } Realmente, estão muito bonitos, é claro que vindo de você eu espero só coisas legais ! Haha ! bom, é isso ai ! sempre que der, eu passo por aqui ! realmente me encantei ! :D